Entrevistando

Como responder à pergunta “Fale sobre você”

Em entrevistas de emprego, há perguntas que os candidatos ouvem toda hora, mas que nunca parecem preparados para responder. Uma delas é a famosa "Fale um pouco sobre você".

Esse tipo de pergunta é muito frequente em entrevistas de emprego e exige preparação prévia do candidato. O problema é que a maioria das pessoas tem dificuldade para falar sobre si mesmas de forma sucinta e objetiva. Isso é ainda pior em uma entrevista de emprego. Nessa situação, tudo o que a pessoa fala está sendo avaliado e pode ser decisivo na seleção.

Perguntas abertas como essa funcionam como uma espécie de carta de apresentação. Elas são utilizadas para o recrutador avaliar se o candidato atende aos requisitos da vaga, além de servirem para verificar sua capacidade de articulação.

Por isso, vale a pena se preparar para quando essa questão surgir. Se você se sair bem na resposta, pode ter grande destaque no processo seletivo. Veja nesse artigo as principais dicas que preparamos para responder bem a essa pergunta.

O que falar sobre você em uma entrevista?

A dúvida “Afinal, o que vou falar sobre mim?” é mais comum do que parece. Acontece que perguntas abertas são muito usadas em entrevistas de emprego, pois ajudam o recrutador a conhecer melhor o candidato, suas habilidades e o interesse que ele tem na empresa, além de ser uma forma de avaliar a capacidade do entrevistado ao se expressar. Por isso, em sua resposta, lembre-se que características como precisão, objetividade e coerência serão avaliadas.

Para falar sobre você de forma apropriada, procure se concentrar em pontos que podem interessar ao entrevistador. Busque apenas compartilhar informações que sejam relevantes à vaga e evite exagerar nos exemplos. Evite ficar divagando sobre sua vida pessoal, a não ser que isso seja solicitado. E quando for descrever suas experiências anteriores e sua formação, prefira sempre a ordem cronológica. Apresente sua trajetória profissional em evolução, destacando as competências que estão relacionadas à vaga pretendida.

Para que a sua resposta fique boa, é importante que você se prepare antes da entrevista. Ensaie com um amigo ou familiar, faça rascunhos, organize em tópicos o que pretende falar. Pense em como vai iniciar e finalizar sua fala. Lembre-se que sua resposta deve incluir experiências anteriores, detalhes sobre sua formação, competências, habilidades e exemplos significativos de sua trajetória.

Ao fazer um esboço para a sua resposta, tenha em mente os requisitos para a vaga. Pense em formas de relacionar sua vida pessoal com a posição pretendida. Crie uma relação entre sua história pessoal e a empresa. Ao falar sobre você na entrevista, lembre-se de que deverá convencer o recrutador de que se identifica com a empresa, sem precisar dizer isso com todas as letras.

Para deixar uma boa impressão, apresente uma boa narrativa. Assim que o recrutador fizer a pergunta “fale mais sobre você”, procure responder selecionando tudo aquilo que tiver mais relevância para a vaga e faça com que a resposta seja interessante ao recrutador. Não saia apenas listando habilidades ou contando de todos os lugares onde trabalhou e lembre-se que há mais informações sobre você em seu currículo. Além disso, se o entrevistador ficar com dúvidas sobre sua trajetória, possivelmente perguntará a respeito. Neste momento, seja um bom ouvinte e responda apenas o que lhe for solicitado.

Numa entrevista de emprego, as perguntas e respostas feitas pelo recrutador servem para que ele tenha bons exemplos sobre você e te conheça melhor. Só assim ele saberá se você possui o perfil correto para a vaga pretendida.

Uma dica interessante é de quebrar um pouco o gelo falando algo sobre sua personalidade. Por exemplo: procure citar um esporte que pratica e que lhe ajuda a manter o foco, ou fale sobre um livro que leu e que lhe ajudou em algum aspecto profissional ou projeto anterior. A verdade é que há muitas maneiras de falar sobre si sem entrar em questões muito íntimas. Por isso, não esqueça de manter sempre um tom profissional.

Candidate-se facilmente com um Currículo Indeed

O que é importante falar sobre você em uma entrevista de emprego

  • Demonstre suas habilidades e competências por meio de exemplos claros
  • Destaque suas maiores realizações profissionais
  • Priorize as realizações que você possa quantificar e justificar em detalhes
  • Fale sobre as funções que exerceu anteriormente e das responsabilidades que teve em empregos anteriores ou no trabalho atual
  • Demonstre sua personalidade, focando nos seus pontos fortes e fracos
  • Ao listar suas habilidades, lembre-se de conectá-las à descrição da vaga pretendida
  • Demonstre interesse pela empresa em que pretende trabalhar
  • Mencione hobbies pessoais que ajudem o recrutador a conhecer você melhor
  • Mostre conhecimento da empresa e da vaga a que está concorrendo

Mas lembre-se:

  • Procure não citar todo seu currículo, se não for necessário. Fale apenas sobre experiências relevantes para a vaga
  • Evite tentar se aprofundar em assuntos que você não domina, isso pode te complicar
  • Responda apenas à pergunta que o recrutador lhe fez
  • Procure não comentar sobre conquistas pessoais que não estejam relacionadas com o cargo que você pretende ocupar
  • Evite falar de sua vida pessoal e de seu posicionamento político ou religioso

Uma pergunta para responder a outras perguntas

Ao pedir para o candidato falar um pouco sobre si, o recrutador pretende obter respostas para diversas perguntas de uma única vez. A ideia por trás disso é que, se as perguntas não forem feitas diretamente, a chance de que as pessoas as respondam com maior naturalidade é muito maior.

O recrutador pode vir a perguntar, por exemplo, sobre a expectativa do candidato ao concorrer à vaga pretendida, ou sobre como o candidato acha que pretende contribuir para o crescimento da empresa com suas competências profissionais. Mas, dado o contexto em que ambos se encontram, é comum que o recrutador espere que o próprio entrevistado aborde esses pontos ao falar sobre si.

Para dar uma boa resposta na entrevista, aproveite para pensar sobre ela em um momento mais tranquilo. Você pode até se sair bem respondendo à pergunta de forma improvisada, mas não precisa correr um risco desnecessário. Procure preparar, antecipadamente, um resumo com suas respostas às "perguntas ocultas" do recrutador.

Veja algumas perguntas que podem te ajudar a preparar esse resumo:

Quais são as semelhanças entre a vaga que você está concorrendo e as suas experiências profissionais anteriores?

Pense na vaga que está concorrendo e procure relacioná-la com suas experiências que forem mais parecidas com ela.

De que forma as suas competências preenchem os requisitos da vaga pretendida?

Procure listar suas competências pessoais e profissionais que estejam relacionadas com a vaga que procura ocupar.

Considerando sua experiência, formação, competências técnicas e treinamentos, em que você pensa que se destaca como candidato?

Você pode citar exemplos de todas essas categorias, mas pense no que a empresa mais valoriza.

Por que você tem interesse no cargo ou função pretendida? O que mais chama a sua atenção nessa vaga?

Você pode citar uma experiência anterior positiva e associá-la à vaga. Por exemplo: "Neste outro local em que trabalhei, minha maior preocupação era a satisfação dos clientes. Pelo meu desempenho, fui promovido a supervisor de atendimento. Por isso, acredito que posso ser bem-sucedido como gerente da sua loja.”

Como a empresa pode ajudar você a conquistar seus objetivos?

Para responder a essa pergunta, você pode citar metas pessoais a longo prazo, como comprar uma casa, ter filhos ou fazer um curso superior. Além de mostrar interesse por estabilidade, você demonstra ter foco e confiança na empresa.

Quais características você procura em uma empresa?

Você pode mostrar como a empresa se encaixa em seus objetivos pessoais e de carreira de forma mais ampla. Evite falar apenas sobre a remuneração. Demonstre interesse em questões como desenvolvimento pessoal e qualidade de vida.

Exemplo de resposta

“Trabalho no ramo do varejo desde os 18 anos de idade. Comecei minha trajetória como vendedora e fui promovida a gerente de loja aos 24 anos. Aos 30, tornei-me supervisora regional de uma rede nacional de lojas de vestuário. Em paralelo à atividade profissional, estudei Administração de Empresas na UFMG. Estou formada há dois anos. Atualmente, faço mestrado em Gestão pela mesma universidade.

Tenho grande experiência em vendas, organização de loja e visual merchandising. Nos últimos 10 anos, atuei no recrutamento, contratação, treinamento e desenvolvimento de pessoas. Acredito que essa experiência pode ser relevante para a vaga a que estou me candidatando, já que ela exige gestão de recursos humanos.

Sempre trabalhei com um nível de cobrança muito alto. Sou uma profissional determinada, acostumada com metas e objetivos. Acredito que a minha maior habilidade está em liderar equipes para atingir metas coletivas. Em minha trajetória, conquistei muitos prêmios como melhor vendedora e gerente, em nível nacional.

Gosto muito de treinar e capacitar pessoas. Esse foi o motivo pelo qual me interessei por essa vaga. Acredito que a minha formação em Administração de Empresas tem me ajudado nisso.

Fora do ambiente de trabalho, sou uma pessoa que gosta de ficar em casa. Pratico esportes na rua para manter o foco e o equilíbrio. Tenho muitos planos pessoais. Um deles é comprar um imóvel, e espero realizá-lo em breve. O outro é aplicar conhecimentos do meu mestrado em uma nova empresa. Por isso, acredito que essa vaga é uma grande oportunidade para o desenvolvimento de minha carreira."